Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

COGITO

PENSAR! PENSAR TAROUCA, O PAÍS, O MUNDO!

PENSAR! PENSAR TAROUCA, O PAÍS, O MUNDO!

I CONGRESSO DA CIDADANIA

 

Decorreu ontem no Auditório Adácio Pestana, em Tarouca, o 1.º Congresso da Cidadania, organizado pelo Movimento Sim, um Movimento liderado por três cidadãos de Tarouca, independentes, que se integram num projeto alternativo à atual liderança política do Concelho de Tarouca.

Ando nestas coisas da vida política há muitos anos. Já participei em muitas ações político-partidárias, no Concelho, mas também a nível distrital e nacional e nunca me senti como ontem, ao participar neste Congresso da Cidadania. Nunca nestes mais de 20 anos  participei numa iniciativa onde se desse verdadeiramente a voz ao povo, ao cidadão, onde o cidadão fosse o protagonista e não um mero espetador.

Com a diferença própria dos 2500 anos que nos separam, em muitos momentos da tarde de ontem, senti aquilo que imagino que os cidadãos atenienses, do século V a. C., sentiriam quando eram chamados a exercer de forma direta o seu poder na Assembleia do Povo (Eclésia). Também eles participavam, não se limitavam a votar de tantos em tantos anos, iam à cidade e decidiam de acordo com a sua convicção.

Ver pessoas de vários quadrantes políticos, de várias idades, de vários níveis culturais, a discutir o seu concelho, a discutir o seu futuro, a apresentar as suas ideias, foi, de facto, uma experiência extraordinária. Como cidadão, mas também como alguém que sempre “disse  sim” à vida política do Concelho, senti um orgulho enorme em fazer parte deste Concelho, que há 30 anos me adotou como seu, senti uma alegria tremenda em poder discutir com “pessoas de fora da política” o tema que escolhi: “Turismo – Património Histórico e Natural”. Foram tantas as ideias, foram tantas as soluções… que mesmo com as “pernas a tremer” e com pouco jeito para lidar com o sistema de som do Auditório e com o “tablet” emprestado, não tive coragem de dizer não à escolha para ser o porta-voz do grupo. Espero ter estado à altura das ideias que aquele grupo tinha para transmitir ao Congresso.

Resta-me dar os meus parabéns, em 1.º lugar, aos tarouquenses, que deram uma lição de cidadania ativa aos “políticos”, que muitas vezes pensam que têm soluções para tudo e que conhecem o pulsar dos cidadãos, ontem, sim, ficaram a conhecê-lo; em 2.º lugar às 3 caras do Movimento Sim (o Domingos, o Rui e a Dina, permitam-me que vos trate apenas assim…) que demonstraram aquilo que há muito tempo se vai notando, que embora os partidos sejam fundamentais em Democracia, se não se souberem abrir à sociedade, vão definhando.

Porque “SOMOS TODOS TAROUCA”, eu “DIGO SIM”!

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Links

««««««««««

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D